Kaka
tem 41 anos, mora em Rio de Janeiro, já enviou 2 dicas, já publicou 10 fotos

Minhas Fotos (10)

Maragogi (10)
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi
  • Maragogi
    Maragogi

Minhas Dicas (2)

Maceió (1), Maragogi (1)
Maragogi - Caribe brasileira
Maragogi Esteve lá com amigos em Agosto/2015 e achou Excelente!

Bodega do Sertão.

Continuando nossa dicas da viagem, partimos de Máceio rumo a Maragogi, no caminho aproveitamos para conhecer o Mirante da praia da Sereia e Barra de Santo Antônio:


1- Praia de Carro Quebrado: A praia fica na Ilha do Crôa, acessamos por Barra de Santo Antônio, utilizamos o GPS (here maps da nokia), o acesso é por estrada de terra e se chover muito tem o perigo de atolar. Alugamos um bugre, que pelo canavial levou até ao mirante da praia e depois a ponta, lindo, mas infelizmente avistamos 03 tartarugas mortas. Continuamos a viagem e fomos para Maragogi, pela Br 101 para atravessar de balsa que custa 12 reais o carro, assim economizamos tempo na estrada, além de segurança por ser pista de mão única com trafego de caminhão de cana-de-açucar. 

2. Projeto Peixe-Boi e Praia do Patacho: Partimos cedo para Praia de Tatuamunha em Porto de Pedras para conhecer o projeto de preservação ao peixe-boi marinho (40 reiais, precisa agendar pois tem número de visitantes diário), caminhamos no meio do manguezal e com guia local conhecemos a área de recuperação da espécie e tivemos a sorte de um ir na nossa embarcação , são lindos.Saimos do projeto e fomos para a Praia do Patacho, sem dúvida a praia mais bonita, não tenho adjetivos, acesso por estrada de terra e como era perto do horário de almoço ficamos em um dos únicos restaurantes o Cokoloco, que é possível pagar o day use para usar o bangâlo e piscina, resolvemos só almoçar e ficar na sombra dos inúmeros coqueiros.

3. Praia do Toque e Barreira do Boqueirão: A praia do Toque é deserta, seu acesso só pode ser a pé ou por Porto de Pedras ou São Miguel dos Milagres, não tem infraestrutura, mas tem beleza e o mar com cor única. No retorno, conhecemos o farol de Porto de Pedras e o fim de tarde na Barreira do Boqueirão, conhecendo a famoso bica em Japaratinga.

4. Porto de Galinhas (Pernambuco): De Maragogi para Porto leva uma 1hora, depois de dias de paz e praia deserta, foi bom sentir o calor humano e a baladissimo porto, apesar do constante assedio dos ambulantes é linda demais.

5. Praia de Tamandaré e Carneiros (Pernambuco): Também bem próximo de Maragogi, leva uns 40 minutos, primeiro a estrada de acesso é lindo. Em Tamandaré a orla animada por barracas e a praia que parece um quadro. Em Carneiros ficamos no Bora Bora, pagamos 15 reais do estacionamento que permite usar a estrutura o local, com jacuzzis, redes e espreguiçadeiras. Também oferecem passeios, mas decidimos ficar e almoçamos um delicioso peixe feito pelo chef Daniel Marinho, também carioca, saudades de tempero. 

6. Passeio de Bugre por Maragogi: Prestem atençao na maré, pois os bugreiros tentam de empurar o passeio com a maré alta. Destacamos a praia do Burgalhau, Peróba e Antunes. Fomos ao mirante de Maragogi e ver a vista paronâmica da cidade. O passeio leva 1 hora e 30 min, na volta conhecemos uma cachoeira em um povoado perto e ficamos a tarde na praia do Burgalhau: Sensacional.

7. Galés de Maragogi: A maré estava perfeita em 0.0 (o passeio é feito até 0.6) e nem o tempo nublado ia estragrar nosso dia, fomos praticamente a primeira lancha a chegar na galés no dia, tivemos o prazer de ver tudo sem pessoas, é o paraíso. Contratamos as fotos do guia, que cobrou 60 reais para nos 03, realmente as fotos no celular usando capa não tem a mesma qualidade. A diversidade dos peixes, tinha um florescente lindo e a preservação do corais nos animou, ficamos por 1 hora e 30 min, pois tem um controle do número de visitantes. 

8. Retorno para Macéio, levamos 3 horas, no outro dia dispensamos o café da manhã do hotel e fomos ao Bodega do Sertão tomar café ao som do tradicional trio de forró.
Espero ajudar aos viajantes, pesquisem a tabua da maré e otimizem os passeios, também indico ir por Alagoas e voltar por Pernambuco e sempre antes de fechar o passeio se informar se é o horário adequado e o preço, na Baixa temporada tentaram nos cobrar preços absurdos.

180 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Macéio e Litoral Sul.
Maceió Esteve lá com amigos em Agosto/2015 e achou Excelente!

Amo tanto Alagoas, que resolvi retornar agora em Agosto/2015 com 2 amigas para explorar o estado e ficamos por 15 dias. Vou dividir em duas partes nossa experiência, começando por Macéio e Litoral Sul.:


1º dia: Como chegamos de manhã reservamos para locar o carro e conhecer a orla de Pajuçara e Jatiúca. Sinceramente não dá para acreditar que estas praias são consideradas inapropriadas para o banho. Apesar da maré estar cheia a coloração e os corais fascinam. A noite jantamos no Parmegiano, provamos e aprovamos o famoso prato chiclete de camarão. 

2º dia: Piscinas naturais de Pajuçara, que apesar do tempo nublado e da maré alta deu para visualizar os peixes, como é um passeio de jangada rápido (dura 1 hora e 30 min) partimos para a Praia do Francês, com sua peculiar piscinas a esquerda e ondas a direita, tomamos os drink no abacaxi e relaxamos (por ser durante a semana não estava cheio). Saindo da praia resolvermos almoçar em Massagueira, caminho de Máceio, no famosa Bar do Pato, maravilhoso. 

3 dia: Praia do Gunga, fomos ao mirante que custa R$2 reais, pagamos 10 reais do estacionamento e depois fizemos o famoso passeio de bugre (R$ 30) ate as falésias e quanto retornamos emendamos o passeio de lancha (R$20) até os corais. No retorno ficamos na barraca Gunga Top. 

4 dia: Dunas de Marapé: Sensacional, lógico que não tem dunas, mas o passeio de barco (R$ 15) no mangue, com direito a banho de lama e a ponta com os coqueiros encantou a todos. Achamos caro o almoço no único restaurante de lá (R$ 60 por pessoa) resolver conhecer a praia de Corurípe e almoçamos por lá.

5 dia: Restaurante Hibisco - Angra de Ibitipoca - de fácil acesso o restaurante cobra o valor de R$ 15 reias pelo day use, chegue cedo para pegar o os melhores lugares. O preço das refeições são justas , a segurança e paz fizeram o dia passar arrastado. Local para relaxar em frente ao mar ouvindo boa música ao vivo.

9 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil