alessandra freitas da silva
tem 51 anos, mora em sao bernardo do campo-sp, já enviou 3 dicas, já enviou 1 foto

Minhas Fotos (1)

Lençóis Maranhenses (1)
  • Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses
    Lençóis Maranhenses

Minhas Dicas (3)

Aracaju (1), Lençóis Maranhenses (1), Maceió (1)
Pousada da Sereia - Pajuçara - boa opção
Maceió Esteve lá a dois em Agosto/2015 e achou Muito bom

Sempre que viajo pelo Brasil, consulto este site e agora retribuo e confirmo as dicas recebidas. Vim para Maceió na primeira quinzena de agosto de 2015, com meu esposo e fiquei hospedada na Hotel Pousada da Sereia em Pajuçara. É uma hospedagem simples, diferente das grandes redes de hotelaria, mas contemplou tudo o que desejava e esperava, muito bem decorada, ambiente agradável, limpa e com manutenção constante. Quartos simples mas muuuuuuito limpos, com trocas de roupa de cama e banho constante.


Banheiro funcionando perfeitamente.Café da manhã com variedade razoável, simples também mas sempre com uma tapioca feita na hora. A dona da pousada Débora, muito simpática e atenciosa, ofereceu até modificações no café da manhã, se a gente enjoasse,pois ficamos hospedados por 11 dias, desnecessário ao nosso ver, além de oferecer dicas e empresas de passeio. Há disponibilidade de atendimento de pequenos mimos e fui atendida prontamente com muita educação e presteza. 

A piscina é muito boa, de alvenaria, considerando uma pousada de pequeno porte. Localiza a duas quadras e meia da orla, pertinho da sorveteria Bali, do Parmegiano, Imperador dos Camarões, a feirinha e as piscinas naturais de Pajuçara, locais que se alcançam com uma caminhada curta e prazeirosa. A rua é sim iluminada e não me senti insegura. Dica que eu dou: hospede-se no bloco dos apartamentos superiores (10 a 20), distante da cozinha, da área de café e da piscina.Com certeza voltaremos a esta pousada! Saudades de Maceió!

8 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Dicas Práticas
Lençóis Maranhenses Esteve lá a dois em Agosto/2014 e achou Excelente!

Antes de viajar pelo brasil, sempre consulto este site, principalmente as dicas dos viajantes. venho por meio deste post agradecer, revalidar e atualizar as dicas para os próximos turistas. aqui vão elas:

Transfer aeroporto são luis-barreirinhas: pegamos um carro agendado pelo iran da pousada igarapé por r$ 230,00, foi muita sorte, pois o vôo que estava programado para chegar às 03:22 aterrissou às 02:40, ou seja, ficaríamos muito tempo esperando o micro ônibus, com serviço a iniciar às 06:00. felizmente, o motorista correia já nos aguardava, pois havia trazido duas meninas que embarcariam naquela mesma hora. cuidado com as malas, agenciadores de corrida ficam no saguão e no corredor externo e puxam sua mala para o carro, sem ao menos perguntar se vc está interessado e cobram cerca de r$ 400,00. para retornar à são luis, fizemos o transfer por r$ 60,00 de van.

Hospedagem: pousada igarapé: para quem não se importa com luxo é a ideal. muito limpa, arejada, não segue o estilo de torre única com apartamentos voltados para um corredor fechado. café da manhã simples, que atende o básico: café, suco, pães, tapiocas, bolos, frutas. funcionários atenciosos, dispostos a atender o turista no que for necessário, destacando as fofas da katia, katiana e do jhonadson, outro fofo. a pousada fica no centro, a dois quarteirões do agito. dá para fazer tudo tranquilamente a pé: beira-rio, comércio, refeições, banco (não há tanta diversidade), mercados, etc.

Dinheiro: tente levar dinheiro em espécie e trocado, máquinas de cartão são usados em poucos locais do centro. nos passeios ele é totalmente dispensável, dependendo do local que fizer suas refeições, nas lojinhas de artesanato é inexistente. a variedade de bancos é mínima e no meu caso, não existe agência da bandeira do banco que utilizo.

Passeios: fizemos os passeios através do iran da pousada igarapé, mas percebi que as agências praticam os mesmos valores, pontualíssimos, guias atenciosos. fica aí uma questão de escolha. ouvi falar muito bem da agência são paulo ecoturismo.

passeio voadeira rio preguiça: procure o magno da marcella turismo na beira-rio. gente finíssima.

lençóis lagoa bonita: deveria ser como meca, todo mortal deveria ir pelo menos uma vez na vida. os olhos custam a mandar mensagem para o cérebro que aquilo existe mesmo. minha dica: fazer o passeio da lagoa bonita a tarde e apreciar o por do sol. almoçar bem e bem cedo para que se dê a digestão, pois a toyota sacoleja demais na estrada estreita de areia e corre-se o risco do almoço fazer o sentido inverso ao estômago (vi uma pessoa passando mal no alto da duna). devido ao sacolejo, não deixe a máquina fotográfica pendurada no pescoço e cuidado com os galhos das árvores para quem senta nas pontas dos bancos. outra dica: ao subir e descer da toyota (que não é toyota) abaixe a cabeça. por mais cuidado que se tenha, uma vez ou duas vc acaba batendo na proteção de teto. na base de apoio, há uma duna de aproximadamente 45 metros em inclinação quase vertical de areia fofa, a cada passo para cima vc desce dois, rsrsrsrs. é só subir com calma e sem pressa, parando no caminho, pessoas sedentárias e idosas talvez sofram um pouco mais. o visual dos grandes lençóis compensa qualquer esforço. leve água, vc vai precisar dela depois da cansativa subida da duna e um lanchinho leve ,já que vc vai sacolejar na volta . não se vende nada lá, afinal é um parque nacional e não deixe nada além de pegadas, uma sacolinha é bem vinda para o lixo que produzir e a traga de volta na mochila e na bolsa.

Uma dica especial que eu deixo e descobri por lá: tente fazer o passeio que vc programar: as empresas só fazem o básico. se vc for informado, por exemplo, pode fazer o passeio de voadeira até atins pelo rio até o encontro com o mar e não somente até caburé, como eles fazem... o circuito das lagoas, se juntar um grupo, dá para fazer em um dia só!!!

Bóia cross rio formiga: passeio relaxante para quem tiver mais tempo, descida pela correnteza do rio formiga com câmaras de pneus - a mesma brincadeira só de que forma bem natural que existe em parques aquáticos. dura aproximadamente 1 hora. o grupo que participei foi muito bom, só gargalhadas!

tapioca: não tem outro lugar o rei da tapioca - a melhor tapioca que comi e olha que já viajei muito pelo nordeste. fica a sugestão de recheio de carne seca com catupiry ou com purê de macaxeira: levíssima, deliciosa e com recheio na medida certa (sem ficar caindo pelas laterais a cada mordida). a doce sugiro leite condensado com coco. bati ponto lá, todas as noites!!!

sorvete: particularmente não gostei do sorvetão da beira-rio. preferi os sorvetes do tá delícia com sabores exóticos aos paladares paulistas: amei o de sapoti, mas tem mangaba, murici (azedinho), buriti, tapioca, graviola... lá também é restaurante self-service, uma opção para quem está na cidade ou para quem chegou dos passeios da manhã.

O que fazer a noite: não se tem muitas alternativas, senão ir para a beira-rio, onde os restaurantes descolados colocam as mesas no grande calçadão todas as noites, principalmente na alta temporada das lagoas cheias, rola o festival de jazz e blues. independente do festival há sempre atrações musicais ao ar livre: mpb, forró, reggue... da pousada igarapé, dar para ir a pé. gostamos muito da carne com sol carne com macaxeira do marina tropical.

o que comprar: artesanato com palha de buriti: necessáries, bolsinhas, porta-moedas é uma dica de lembrancinha para levar aos amigos. são bonitos e originais!!!

Dicas gerais: protetor solar indispensável, chapéu (precisa de um que fixe bem na cabeça e com amarração, pois com certeza, do contrário o vento levará), água e lanchinho leve na bolsa sempre, não se sabe se haverá como comprar!!!

Obrigada às contribuições dos viajantes que me ajudaram muito a organizar essa viagem!!!

206 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Pitu com Pirão da Eliane - agradável surpresa
Aracaju Esteve lá a dois em Janeiro/2014 e achou Excelente!

Chegamos em Aracaju no final da tarde sem almoçar devido aos extenso dia de translado São Paulo-Sergipe e andando pela Orla a procura de um lugar para comer encontramos lugares caros do lado praia e andando mais pouquinho, lado hotéis, achamos este restaurante: pedimos carne de sol (que desmanchava na boca) acompanhado de arroz, feijão tropeiro, vinagrete e pirão de leite. Simplesmente uma delícia! Fica a dica que há no cardápio pratos para uma ou duas pessoas, este ultimo, para um casal (já que pelos menos eu como um pouco menos) é perfeito! Jairo é o garçom educado e simpaticíssimo que nos atendeu nas três vezes em que estivemos lá. O preço não chega a ser barato, mas é justo e compensa o custo benefício. Depois vi aqui dicas do mesmo restaurante onde o colaborador disse que faltou uma rede para deitar, vou concordar plenamente com ele: faltou mesmo! O restaurante está em reforma, nada que atrapalhasse os clientes. Vale dar uma passadinha nos banheiros: simplesmente um luxo, bem diferente dos banheiros de restaurantes de litoral.

43 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil