As praias mais bonitas do Rio Grande do Sul ficam na cidade (na divisa com Santa Catarina), que ganhou o nome por conta dos enormes penhascos que se erguem entre os balneários. Do alto das "torres", a vista panorâmica encanta o público diversificado - são turmas de jovens, casais e famílias que lotam as praias no verão. 

Quando ir: Balneário mais colorido em abril<br>
Quando ir: Balneário mais colorido em abril
Foto: Adriano Daka

Parque da Guarita leva ao topo da Torre Sul, com vista de tirar o fôlego

O cartão-postal de Torres, a praia da Guarita, é um resumo perfeito dos encantos da região, combinando enseada e penhascos. Apesar de protegida pelas torres do Meio e do Sul, o mar é agitado e somente os surfistas o enfrentam. Nas areias, porém, o clima é de tranquilidade, com pouquíssimas barracas. 

O passeio completo inclui uma visita ao Parque da Guarita, com subida obrigatória ao topo da Torre Sul. A aventura pode assustar no começo, por conta dos degraus, mas o percurso é curto e não leva mais que cinco minutos.  Lá de cima, a vista é de tirar o fôlego.

Outro cenário de paz absoluta é a praia de Itapeva, sem quiosques ou ambulantes. O mar é calminho e as areias são perfeitas para praticar esportes como caminhada, corrida e frescobol. Para os preguiçosos, uma boa notícia: muita gente estaciona o carro na areia! 

Na Prainha, a tranquilidade também impera. O que muda é a paisagem, formada por uma larga faixa de grama onde as famílias esticam as toalhas.

Pais e filhos marcam presença, ainda, na bonita praia da Cal, contornada por casas de veraneio e calçadão. Já quem procura animação segue para a praia Grande, que na alta temporada fica tomada de guarda-sóis. Os bares, restaurantes e pousadas nos arredores garantem o movimento constante. Próxima do Centro, reúne famílias e grupos de jovens e adolescentes. Na hora de apreciar a boa mesa, todos os caminhos levam à margem do rio Mampituba. Lá estão os melhores restaurantes de pescados da região, além de muitas churrascarias.

Quem visita Torres fora do verão não encontra burburinho, mas é recompensado com um belo passeio: o tour de barco que leva à Ilha dos Lobos, uma reserva ecológica, para a observação de lobos-marinhos e leões-marinhos, é ainda mais bacana na baixa temporada. As embarcações apenas contornam a ilha, não havendo desembarque. Já entre agosto e novembro, é comum as baleias-francas passarem pela região - um dos observatórios perfeitos para apreciá-las é o Morro do Farol. Entre abril e maio tem Festival de Balonismo, com provas durante o dia e shows e festa ao anoitecer. 

Descobrindo Torres Guia completo por Editoria Férias Brasil

Em destaque > O que ver e fazer

E mais

Planeje sua ida