Destinos do Brasil

Descubra mais de 550 destinos pelo Brasil

30 de Agosto de 2018

O que curtir, onde comer e onde ficar em Porto de Galinhas (PE)

Atrativos da vila vão além das piscinas naturais

Sol brilha forte nos meses de verão Sol brilha forte nos meses de verão (foto: Christian Knepper - Embratur)
Pertinho de Recife – a capital fica a apenas 70 km - Porto de Galinhas parece uma pintura. Como moldura, piscinas naturais de águas mornas e transparentes repletas de peixes coloridos e jangadas deslizando de um lado para o outro na maré baixa. 

Os aquários naturais protegidos por recifes são os cartões-postais da vila, mas ela oferece muito mais. Das praias com ondas fortes, perfeitas para a prática de surf, como Maracaípe; a passeios de bugue, de bike ou a cavalo rumo à praia de Muro Alto, com trechos contornados por coqueirais, areias brancas e um mar de nuances ora verdes, ora azuis.

Cavalos-marinhos
E ainda tem os passeios de jangada que partem de Pontal de Maracaípe - um dos melhores pontos para apreciar o pôr do sol - rumo aos mangues para observação de cavalos-marinhos. A espécie é marca registrada de Porto de Galinhas e também pode ser observada na sede do Projeto Hippocampus, com direito a visita guiada por um espaço repleto de aquários com cavalos-marinhos.

Para circular pelo centrinho, porém, a dica é andar a pé para conferir de perto o artesanato produzido pelos nativos. São galinhas de cerâmica – o souvenir oficial -, bordados, redes, mantas... A gastronomia também ocupa lugar de destaque, com ótimos restaurantes espalhados pelo centro da vila. Os pratos à base de frutos do mar dominam os cardápios - do simples peixe frito na beira da praia a uma sofisticada lagosta na manteiga, há opções para todos os gostos nos restaurantes locais. 

No Barcaxeira, frutos do mar rimam com mandiocaNo Barcaxeira, frutos do mar rimam com mandioca (foto: Divulgação)

Água na boca
No concorrido Beijupirá, a combinação de pescados com frutas da região leva às mesas pratos como peixe ao molho de pitanga e camarão com manga grelhada. A cozinha regional também está presente – a galinha de cabidela do Restaurante da Natália é considerada uma das mais saborosas do país.

Já no rústico e coloridíssimo Barcaxeira, a especialidade é a macaxeira (também conhecida por mandioca e aipim), que se faz presente nas entradas e nos pratos principais. O escondidinho (aqui chamado de macaxeira gratinada) é imperdível. E as tapiocas, claro, são encontradas em diversos pontos - destaque para a Tapioca da Praia. Para o recheio, as opções são "arretadas" - carne de sol e queijo, coco com leite condensado, queijo e goiabada...

Tranquilidade em MaracaípeTranquilidade em Maracaípe (foto: Paloma Amorim - Setur PE)

Relax à beira-mar
Na hora de escolher a hospedagem, Porto de Galinhas tem opções para os mais variados gostos e estilos. De frente para o mar, a pousada Recanto do Lobo fica pertinho das piscinas naturais. Além da localização privilegiada, oferece área de lazer, piscinas e ambientes de leitura. 

Para quem gosta de fazer tudo caminhando, uma ótima opção é a pousada Veleiro de Porto. Instalada no centro, fica a oito minutos das piscinas naturais e a cinco minutos dos restaurantes, bares e feiras de artesanatos. Também dá pata ir a pé até a praia de Maracaípe.

E por falar em Maracaípe, a pousada Jóia Rara fica a 120 metros da praia, entre as piscinas naturais e o Pontal de Maracaípe. Romântica, é indicada para casais, que lá encontram um belo jardim e piscina com hidromassagem e prainha. A 10 minuto do centro, oferece transfer gratuito para seus hóspedes jantarem por lá.

Para quem viaja em família e prefere ficar no centro da vila e da praia principal, as dicas são os apartamentos Flats TuiuiúOásis do Sol e Oásis das Flores. Próximos ao comércio, oferecem opções com um ou dois quartos, além de sala e cozinha equipada. Também as Suítes Veneza, perto do centro, chamam a atenção pelo ambiente familiar e aconchegante, rodeado por belos jardins. 

Compartilhe:

Veja também: Descobrindo Porto de Galinhas

Gracie Croce

Jornalista, adora viajar e descobrir novos lugares. O que não impede de voltar àqueles por onde andou...