Daniel
tem 42 anos, mora em São Paulo, já enviou 5 dicas

Minhas Dicas (5)

Bento Gonçalves (4), Garibaldi (1)
Casacurta - Muito bom!
Garibaldi Esteve lá a dois em Agosto/2011 e achou Muito bom

Restaurante do hotel Casacurta, muito simpático o ambiente. tem que fazer reserva. comemos três entradas, uma delas (o pleurotus creio eu, um cogumelo a provençal) era deliciosa. A outra (salada com queijo de cabra) era gostosa - na verdade as torradas com queijo de cabra eram boas, a salada em si era simples demais, e vinham com umas torradas meio cansadas. A terceira era ruim, a bruschetta com tomates, na verdade um pedaço de pão francês com molho de tomate estilo tarantella.

Os pratos principais todavia estavam deliciosos. O sorrentino com o queijo de cabra era ótimo. e a vitela com funghi porcine e nata era deliciosa, realmente digna de um bom restaurante em qualquer lugar do mundo. A sobremesa, um pêssego com creme e nozes, é meio meia-boca, não condizente com a casa.

O preço eu particularmente achei bom: 200 reais o casal tomando um deliciosíssimo miolo quinta do seival 2006. Preço honestissimo para um paulistano, dado que em São Paulo está tudo pela hora da morte.

14 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Peterlongo - Bárbara
Bento Gonçalves Esteve lá a dois em Agosto/2011 e achou Muito bom

É a segunda vez que venho para o vale dos vinhedos e, como era a primeira vez da minha companhia, fui de novo lá. É a primeira casa de Espumantes do Brasil, tão antiga que é a única do Brasil que pode utilizar o termo champagne. Fomos muito bem recebidos na bela casa onde morava o seu Manuel Peterlongo, fundador da casa em 1910. A visita foi bárbara.

 A história da casa e a parte técnica entretêm os visitantes por 1h30. A cave onde os champenoises descansam é interessantissima, fora que muito bem iluminada com jogos de luzes que se alternam. Também legal é o túnel de vento que era utilizado para congelar o champagne antes do advento da luz elétrica. A degustação é sem miséria e gratuita (não sei se tbm o seria se eu não tivesse feito compras), de todas as variedades, incluindo o grand cru deles. E ainda abrem a garrafa com sabrage para demonstrar este interessante fenômeno.

 As compras não são propriamente baratas. Tem um creme espumante interessantissimo. Não comprei pq não gostei da fragrância (não era ruim, de forma alguma, mas não gosto de creme perfumado) que tem um efeito bárbaro na mão. A vinícola fica bem no centro de Garibaldi. Recomendo a visita!

8 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Chandon - Rapidinha, mas interessante
Bento Gonçalves Esteve lá a dois em Agosto/2011 e achou Bom

A visitação tem horário marcado e se chegar antes tem que esperar no
estacionamento. Uma vez lá dentro, visitamos a lindíssima planta. As atendentes são muito educadas e prestativas. A visita, todavia, é curta demais. Apesar da simpatia da moça, eu esperava mais da Chandon.

 A visita consiste na apresentação dos produtos da vinícola, depois na ida até os tanques, onde rapidamente visualizamos dois deles e vemos a saída do vinho ainda jovem. Interessante, mas daí a visita já acaba. Vemos os outros tanques apenas de longe e sem maiores detalhes. No fundo, é uma rápida vistoria dos tanques, de longe, com muito pouca historia pra contar, ou explicações sobre o processo ou a empresa. É uma visita expressa.

 A degustação é deliciosa e muito bem ministrada, e gratuita. Achei as meninas muito bem instruídas e com muito boa vontade! Fora que os produtos da Chandon são excelentes, e os preços da lojinha são MUITO mais baratos do que comprar em São Paulo.

17 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Chandon - Rapidinha, mas interessante
Bento Gonçalves Esteve lá a dois em Agosto/2011 e achou Bom

A visitação tem horário marcado e se chegar antes tem que esperar no estacionamento. Uma vez lá dentro, visitamos a lindíssima planta. As atendentes são muito educadas e prestativas. A visita, todavia, é curta demais. Apesar da simpatia da moça, eu esperava mais da Chandon.

 A visita consiste na apresentação dos produtos da vinícola, depois na ida até os tanques, onde rapidamente visualizamos dois deles e vemos a saída do vinho ainda jovem.

Interessante, mas daí a visita já acaba. Vemos os outros tanques apenas de longe e sem maiores detalhes. No fundo, é uma rápida vistoria dos tanques, de longe, com muito pouca historia pra contar, ou explicações sobre o processo ou a empresa. É uma visita expressa.

A degustação é deliciosa e muito bem ministrada, e gratuita. Achei as meninas muito bem instruídas e com muito boa vontade! Fora que os produtos da Chandon são excelentes, e os preços da lojinha são MUITO mais baratos do que comprar em São Paulo.

75 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Aurora - Interessante
Bento Gonçalves Esteve lá a dois em Agosto/2011 e achou Bom

Fomos visitar a vinícola Aurora, que fica bem no centro de Bento Gonçalves; aliás, fica a poucas quadras do hotel em que ficamos. A visita é rapidinha e a simpatisíssima moça que nos guia está interessantemente vestida a caráter.

Passeamos pelos muitos tanques da Planta, que impressionam por seu tamanho e quantidade. Já visitei muitas vinícolas no Brasil e na Argentina, esta foi certamente a maior. Passeamos tbm pelos túneis subterrâneos, onde imagens santas e mitológicas se alternam mui interessantemente. A degustação deixa a desejar: tive a impressão de que pelo volume de pessoas eles só servem os vinhos mais populares. Consegui depois com a nossa guia degustar os vinhos mais bacanas da Aurora.

 Os espumantes realmente são muito bons. Os tintos nem tanto. Passeio e degustação gratuitos, lojinha no final. Nós gostamos, interessante para conhecer a Planta e a historia da Vinícola Aurora.

82 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil