Destinos do Brasil

Descubra mais de 550 destinos pelo Brasil

10 de Abril de 2018

Mulheres que viajam sozinhas

O número de mulheres desacompanhadas na estrada aumenta a cada ano. Ainda assim, é preciso seguir algumas dicas

Cenário bucólico e encantador Cenário bucólico e encantador (foto: Anna Fischer )
Em novembro de 2017, uma pesquisa do Ministério do Turismo apontou que 14% das brasileiras entrevistadas pretendiam embarcar sozinhas nos próximos meses. Já levantamentos de comunidades de viajantes apontam que 25% das brasileiras ouvidas já tinham viajado desacompanhadas e planejavam repetir a experiência. 

E tome mais números para comprovar que as mulheres querem cair na estrada sozinhas: um comparador nacional de passagens aéreas apresentou um estudo que apontou que 53,6% das entrevistadas afirmaram já ter feito uma viagem solo, enquanto outras 37,3% disseram que tinham vontade de viver a experiência.

Apesar dos números crescentes e otimistas, muitas mulheres deixam a viagem sozinha em segundo plano por medo de passarem por situações constrangedoras ou de violência. Na maioria dos casos, na hora de escolher o destino, a segurança é o item número um. Somente em um segundo momento avalia-se as atrações turísticas.

Online
Para encorajar as mulheres, foi criado recentemente um site que reúne relatos e experiências – o Mulheres Viajantes. Por lá, as muitas histórias incentivam quem ainda não deu o primeiro passo na hora de embarcar sozinha. Com o mesmo objetivo, a campanha #ViajoSola é sucesso no instagram, sugerindo às garotas que estejam na estrada desacompanhadas que marquem suas histórias, fotos e vídeos com a hashtag para quebrar preconceitos e encorajar outras viajantes.

Para a turma que está flertando com a possibilidade de sair por aí desacompanhada, uma dica é fazer viagens curtas para destinos próximos de casa. Para facilitar, escolha os que oferecem atrações turísticas estruturadas. No caso das paulistas, Ubatuba e Campos do Jordão são boas opções. Já as cariocas podem treinar em PetrópolisBúzios...

Dicas valiosas
- Deixe sua programação com alguém da família ou amigo, incluindo os hotéis e os telefones
- Prefira chegar ao destino de dia
- Viaje com a hospedagem já reservada, dando preferência para bairros seguros e com transporte público 
- Não exagere na bagagem. Uma mochila e uma mala são suficientes
 - Use uma doleira junto ao corpo com dinheiro para o dia, cartão de crédito e passaporte
- Procure andar pelos locais mais movimentados, sempre com roupas básicas e de acordo com o hábito local 
- Na hora de marcar encontros com desconhecidos, aposte na luz do dia e em lugares movimentados
- Tenha anotado os telefones de emergência da embaixada ou consulado do Brasil no destino, além dos números de atendimento do cartão de crédito
- No hotel, pergunte sobre regiões da cidade que devem ser evitadas por mulheres desacompanhadas. Na rua, peça informações a outras mulheres e famílias
- Tenha sempre um mapa no celular em vez de segurar um de papel
- Se for importunada, responda rispidamente, de preferência no idioma local

Fotos
Anna Fischer (Búzios/RJ)
Thereza catão (Feenando de Noronha/PE)
Michel Liberatore (Jeicoacoara/CE)
Compartilhe:

Gracie Croce

Jornalista, adora viajar e descobrir novos lugares. O que não impede de voltar àqueles por onde andou...