Destinos do Brasil

Descubra mais de 550 destinos pelo Brasil

08 de Abril de 2019

Certificado Internacional de Vacinação online

Documento já pode ser retirado pela internet

Certificado Internacional é emitido pela Anvisa Certificado Internacional é emitido pela Anvisa (foto: Divulgação)
Boa notícia para quem vai viajar para países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela: o documento já pode ser emitido online! Todo o processo é feito através do Portal de Serviços

Até o começo de 2019, antes da emissão via internet, era necessário comparecer a uma unidade credenciada para a coleta da assinatura, o que poderia exigir deslocamentos dos viajantes. Agora o certificado pode ser emitido e impresso em qualquer lugar do mundo. 

Após tomar a vacina, basta realizar a solicitação online. Em seguida, o processo será analisado pela Anvisa e, sendo aprovado, o solicitante recebe uma resposta dentro de 15 dias úteis. 
Na mensagem, estará também o arquivo para a impressão do cartão. O documento ficará disponível para impressão sempre que necessário.

Como emitir
Ao tomar a dose integral da vacina, guarde o comprovante, ele será necessário para solicitar seu certificado. Em seguida, cadastre-se no Portal de Serviços e solicite o certificado.

Tenha em mãos o número do CPF, documento de identidade (foto ou arquivo digitalizado) e comprovante nacional de vacinação (foto ou arquivo digitalizado) – eles serão necessários para a solicitação. 

A ANVISA tem 15 dias úteis para avaliar a solicitação. Sendo aceita, uma mensagem com o arquivo a ser impresso.

Certificado Internacional de Vacinação
Mais de cem países exigem o Certificado Internacional de Vacinação do viajante para comprovação em especial da imunização contra a febre amarela. Alguns países, como Estados Unidos, Reino Unido e Portugal, não fazem questão da apresentação do certificado. Mas destinos como Austrália, Bahamas, Colômbia e Tailândia não permitem a entrada sem o documento.

Lembramos que, a vacina não deve ser tomada somente para quem viaja para outros países. Ela deve ser tomada por todos os brasileiros (exceto os que têm alguma restrição, como idade, doenças crônicas ou alergias). Em especial, os fãs de destinos em meio à natureza e cercados por parques estaduais e nacionais, cachoeiras e áreas de mata.   

Gracie Croce

Jornalista, adora viajar e descobrir novos lugares. O que não impede de voltar àqueles por onde andou...