Destinos do Brasil

Descubra mais de 550 destinos pelo Brasil

17 de Janeiro de 2017

48 horas em Florianópolis (SC)

Por Jefferson Severino

Surfistas fazem a festa nas boas ondas da Joaquina Surfistas fazem a festa nas boas ondas da Joaquina (foto: Christian Knepper (Embratur))
Não é à toa que o estado de Santa Catarina foi eleito o melhor destino do Brasil durante sete anos e sete vezes em seguida. Não é conta de mentiroso, trata-se do prêmio "O Melhor de Viagem e Turismo", nomeado pela revista homônima. Para completar, Florianópolis foi considerada a melhor cidade de praia entre os destinos nacionais. 

As belezas naturais da capital catarinense encantam à primeira vista. São cerca de cem praias espalhadas pela ilha costeira e na pequena península continental que formam a Grande Florianópolis. Há ainda muitas outras atrações para se conhecer, como a bela e agitada Lagoa da Conceição, a tranquila Lagoa do Peri, o tradicional Centro Histórico, a cosmopolita Avenida Beira-Mar, os bucólicos bairros açorianos de Santo Antônio de Lisboa e Ribeirão da Ilha, além de fortalezas portuguesas, museus, igrejas, teatros e do cartão-postal da cidade: a Ponte Hercílio Luz.

São "apenas" 42 praias na Ilha. Algumas extremamente badaladas - a exemplo de Jurerê Internacional, onde os "ambulantes" vendem borbulhantes na areia – e outras quase desertas, como Lagoinha do Leste, acessível somente de barco ou caminhando. São praias para todos os gostos e bolsos. Isso sem contar a vida noturna e sua alta gastronomia.  

No verão, chegar até à Ilha da Magia requer reserva com antecedência – até o final da temporada 2017, a cidade vai receber 682 voos, um acréscimo de 50,8% em relação a 2016. E para você que está chegando anote aí algumas dicas para poder passar um final de semana fantástico.  

Sexta-feira
Dia
Chegando cedo, fora dos horários de pico, a melhor opção é trocar de roupa e ir à praia. Atualmente, Jurerê Internacional é o point. É lá que acontecem as grandes baladas durante o dia, final de tarde e noite. Um dos lugares mais frequentados é o P12, o melhor parador de praia do Brasil, que une praia, piscina, gastronomia e baladas ao som de DJ´s nacionais e internacionais. Praia de água morna e tranquila. Por ela circulam o jet set nacional e internacional.

Para quem chega à tarde, é melhor ficar pelo Centro, percorrer o Calçadão da rua Felipe Schmidt, degustar pasteis de camarão e outras iguarias no Mercado Público e esperar até a happy hour, sempre com música ao vivo no vão central do mercado.  

Noite
Para jantar, a dica é curtir Santo Antônio de Lisboa e conhecer de fato como era Florianópolis antigamente. Outra opção é a Lagoa da Conceição, repleta de bares e restaurantes. Depois, todos os caminhos levam ás festas em Jurerê internacional. 

Sábado
Manhã
Acorde cedo para visitar e curtir a Praia Mole, Joaquina e Lagoa da conceição. A Praia Mole é a minha preferida, a qual frequento a temporada toda. Gente bonita, alto astral, muitas ondas, dominada pela galera do surf. Pode cruzar o costão e chegar à paradisíaca praia de Galheta, onde o nudismo é opcional. 

Tarde
De lá, almoce nos restaurantes "pé na areia" da Praia da Joaquina. São diversos que atendem na areia ou em ambiente climatizado, com a típica comida da ilha. Desde anchova e tainha grelhada até a sequência de camarões. A praia se tornou famosa por suas ondas, onde já aconteceram campeonatos estaduais, nacionais e mundiais de surf. Antes de chegar nela, surfe nas areias das Dunas da Joaquina. As pranchas de sandboard são alugadas no local. 

Tarde/noite
Na volta das praias, aproveite para fazer uma parada na Lagoa da Conceição e apreciar o por do sol ou o nascer da lua, os barcos chegando, enfim, toda a efervescência da Av. das Rendeiras. Caso prefira ir à Lagoa à noite, siga para o Jhon Bull, com gastronomia, balada e o mais puro rock. 

Domingo
A dica é ir para o outro lado da Ilha, para as praias do Sul. Escolha a praia do Campeche, bem de frente para a ilha do mesmo nome, e se acomode no "Riozinho" – outro "pico" do verão ilhéu, extremamente badalado. Mas vá cedo para descolar um bom lugar e escapar das filas. Ou no fim da tarde - sempre tem algum evento no happy hour. Dependendo das condições do mar, você pode contratar um barco, cruzar uma pequena distância e se instalar na paradisíaca Ilha do Campeche. 

E se não der praia? A Floripa by Bus é uma ótima opção, com vários roteiros circulando pela capital com paradas em pontos estratégicos. É uma boa pedida também para quem tem poucos dias no destino – e de uma coisa eu tenho certeza: um final de semana é pouco, mas muito pouco para estar na Ilha da Magia! 

Fotos
Christian Knepper (Embratur) - Surf (Joaquina)
Santur - Lagoinha do Leste e Ilha do Campeche
Divulgação - P12
Jefferson Severino - Ponte Hercílio Luz





Compartilhe:

Veja também: Descobrindo Florianópolis

Jefferson Severino

Jornalista especializado em turismo, assessor de imprensa da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV-SC), colunista e editor de diversos sites, blogs, jornais e revistas de turismo, além de ciclista e viajante por natureza