Antiga aldeia dos índios Tapajós, Santarém é hoje a terceira maior cidade no estado do Pará. Apesar do desenvolvimento, não perdeu os costumes e as tradições graças à localização privilegiada - na confluência entre os rios Tapajós e Amazonas.

Mercado Municipal: Belo visual e aroma de frutas frescas<br>
Mercado Municipal: Belo visual e aroma de frutas frescas
Foto: Denise

Lago Maicá é procurado para a observação de aves e animais

Toda a biodiversidade da Amazônia pode ser encontrada nos arredores a cidade. São áreas de floresta tropical, igapós e cerrado, além do encontro das águas azuis do rio Tapajós com as águas barrentas do Amazonas. Os rios correm lado a lado por vários quilômetros sem se misturar e podem ser vistos do mirante de Santarém. Eles também formam belas praias e ilhotas de areias clarinhas, como a Praia Grande e Alter do Chão, cartão-postal da região.

Os passeios de barco são as maneiras mais interessantes de apreciar as paisagens, sempre coloridas pelas garças, tucanos, araras, papagaios... Um dos tours mais concorridos é o que leva ao lago Maicá, um berçário natural de peixes amazônicos, frequentado também por uma infinidade de pássaros e répteis. O local é procurado para a observação de aves e animais, especialmente no início da manhã ou no final da tarde.

Criativo e variado, o artesanato de Santarém segue as tradições da cultura tapajônica. Os belos trabalhos em cerâmica são encontrados nas lojinhas de artesanato, onde dividem a atenção com roupas e acessórios de fibras naturais. Para saborear as frutas típicas, visite o Mercado Municipal.

Mais informações sobre Santarém

DDD 93

Distância de Belém
1.316 km - acesso pela PA-151, PA-475, PA-263, BR-422, BR-230 (Transamazônica) e BR-163

http://www.santarem.pa.gov.br