Quase na divisa com São Paulo, a cidadezinha mineira é conhecida pela natureza exuberante, muitas vezes utilizada como cenário para a prática de atividades radicais. O conjunto formado pela serra do Lopo, com mirantes e mata nativa; e o rio Jaguari, com corredeiras perfeitas para o rafting, é garantia de emoção e aventura.

Pedra do Cume, a 1.780 metros de altitude, descortina belo pôr do sol


Para quem não pretende alterar os níveis de adrenalina no sangue, os hotéis-fazenda são excelentes opções para descansar e curtir a boa mesa da serra.

Rafting: Corredeiras do rio Jaguari garantem a emoção<br>
Rafting: Corredeiras do rio Jaguari garantem a emoção
Foto: Setur MG
As muitas trilhas nos arredores conduzem à serra do Lopo, com  rampas de vôo livre e o ponto culminante da região - a Pedra do Cume, com 1.780 metros de altitude, vista

panorâmica e deslumbrante pôr do sol. 

O roteiro radical fica completo com a descida de bote pelo rio Jaguari. O passeio dura três horas e tem quedas de vários níveis.

Indicado para famílias, o Parque da Cachoeira do Salto oferece infra-estrutura de bar, restaurante, quiosques, playground trilhas e mirantes. A queda d'água não é indicada para banhos por conta da correnteza.

Mais informações sobre Extrema

DDD 35

Distâncias
Belo Horizonte: 493 km
São Paulo: 113 km
Acesso pela BR-381

http://www.extrema.mg.gov.br