Denise
tem 52 anos, mora em Belo Horizonte, já enviou 10 dicas, já publicou 7 fotos

Minhas Fotos (7)

Belém (2), Poços de Caldas (2), Tiradentes (2), Fortaleza (1)
  • Museu de Sant'Anana
    Tiradentes
  • Circular pelas ruas históricas
    Tiradentes
  • Theatro da Paz
    Belém
  • Belém
    Belém
  • Mercado Central
    Fortaleza
  • Monumento Minas ao Brasil
    Poços de Caldas
  • Cristais São Marcos
    Poços de Caldas

Minhas Dicas (10)

Belém (3), Fortaleza (2), Poços de Caldas (2), Tiradentes (2), Uberlândia (1)
Museu de Sant'Anana - Excelente
Tiradentes Esteve lá a dois em Março/2015 e achou Excelente!

Prédio do museu

O Museu de Sant'Ana foi inaugurado recentemente.

Fica bem no centro da cidade e funciona em uma construção que, em suas origens, sediou uma cadeia. O prédio foi todo reformado e ficaram expostas algumas paredes que permitem perceber a grandiosidade da construção. O moderno e o histórico se encontram perfeitamente nesse local.

As diversas imagens de Sant'Ana são expostas em três salas e um corredor. Em totens com recursos informatizados é possível conhecer a origem e saber mais características de cada peça.

Vale a visita.

13 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Ruas de Tiradentes - Tiradentes é o aconchego em Minas Gerais
Tiradentes Esteve lá a dois em Março/2015 e achou Excelente!

Tiradentes é uma cidade pequena, aconchegante, mas que pode assumir ares distintos dependendo da época do ano em que é visitada. Isso porque há um calendários de eventos culturais, gastronômico, etc., que atrai público variado e muda as feições da cidade.

Há hospedagem para todos os gostos. Geralmente preferimos as pousadas menores, suficientes para uma noite confortável e um café da manhã delicioso. São exemplos de pousadas pequenas mas agradáveis, limpas e silenciosas: Solar Imperial e Ouro de Minas. Ambas ficam a alguns metros do centrinho, o que requer uma caminhada curta e agradável. Convém apenas, antes de fazer a reserva, verificar se não há eventos no parque de exposições, o que pode gerar barulhos de shows à noite e perturbar o sono.

No mais, andar pela cidade, visitar e revisitar os pontos turísticos, fazer excelentes refeições nos variados restaurantes e conhecer as cidades vizinhas (São João Del Rei, Bichinho, Santa Cruz de Minas, etc.). As pousadas menores, porém, não costumam possuir sistemas de aquecimento, o que pode ser desconfortável para alguns durante o inverno. Nesses casos, sugerimos a pousada Dom Quixote, que possui tal recurso.

13 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Radisson - Hotel confortável e com ótimo atendimento
Belém Esteve lá com a família em Fevereiro/2015 e achou Excelente!

Ficamos muito satisfeitos com nossa estadia no Radisson Belém.

Nos hospedamos no sexto andar e o quarto era bastante amplo, bons armários, boa TV, mesa para refeições, bancada de trabalho em ambiente parcialmente separada do local de dormir. Banheiro de ótimo tamanho, excelente ducha e amenities de O Boticário. Tudo muito limpo.

Destacamos a cortesia e a simpatia dos funcionários do hotel e, especialmente, do motorista Grapetty - do serviço executivo do hotel - que também está disponível para passeios. Vale a pena reservar.

18 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Theatro da Paz - Visita obrigatória.
Belém Esteve lá com a família em Fevereiro/2015 e achou Excelente!

Visita obrigatória

Se estiver em Belém por apenas um dia, este local deve estar no roteiro de suas visitas.

É fascinante e as visitas são guiadas. Há dias de visitação gratuita, mas as entradas, quando cobradas, são acessíveis. Informe-se sobre horários.

65 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Minhas impressões sobre Belém
Belém Esteve lá com a família em Fevereiro/2015 e achou Excelente!

Vista da Estação das Docas

Belém foi um destino surpreendente. Aliamos a necessidade de estar em Belém para participar de um congresso muito bem organizado pela UFPA, ao prazer de conhecer a cidade. Nesta postagem quero falar sobre os locais que visitamos.

Belém é um daqueles locais em que a vida urbana acontece enquanto você passeia. Por isso, espere encontrar trânsito, preocupações com a segurança e outras situações típicas de qualquer capital brasileira. À exceção desses desconfortos, é uma cidade que merece ser visitada.

Há muitos locais imperdíveis, dentre os quais destaco o Theatro da Paz, muito bem conservado, com uma visitação guiada que propicia conhecer aspectos históricos e as peculiaridades do local.



Algumas atrações se concentram muito próximas de outras, o que favorece a visitação. É o caso da Catedral de Belém, do Forte do Presépio, do Museu de Arte Sacra e da Casa das Onze Janelas, todos situados em uma mesma praça. A circulação no local é muito tranquila e bastante segura. O Forte, que fica a céu aberto, conta com vigilantes que promovem a segurança no local. É possível fazer lindas fotografias com muita tranquilidade. Os locais são limpos e organizados. A Casa das Onze Janelas funciona como um local para exposições. Quando estivemos lá, havia poucas obras, por isso, não achamos muito atraente. Por outro lado, é na Casa das Onze Janelas que funciona o Boteco das Onze, com pratos deliciosos e um atendimento impecável. Nossa sugestão é de que o passeio ao local termine com uma boa refeição. Não é fácil estacionar no local, portanto, é melhor ir de táxi.



Não muito distante desse complexo fica o conjunto do Mercado Ver-o-Peso, com o mercado do peixe e o mercado das carnes. O Ver-o-Peso fica a céu aberto e os próprios moradores e comerciantes sugerem que os visitantes não ostentem máquinas fotográficas, celulares, correntes. De fato, enquanto estávamos lá, um turista foi furtado. Existe a presença de policiais e guardas municipais no local, mas pouco suficiente para que o turista se sinta confortável para fotografar e conversar sobre os tantos atrativos regionais. Nossa sugestão é deixar a máquina e as bolsas no hotel, vestir uma roupa confortável e simples e não levar muito dinheiro. Em frente ao Ver-o-Peso, fica o mercado das carnes, de visita obrigatória para conhecer a construção de ferro com estilo inglês.



Ao lado do mercado fica a Estação das Docas, um local fechado com muitas opções de restaurantes e algumas lojas de artesanato. Logo no primeiro dia, visitamos o restaurante Peixaria da Estação, onde fomos apresentados ao tucupi e ao jambu servidos com filhote. Um prato excelente e muito bem preparado. Ainda na Estação das Docas, está um quiosque a sorveteria Cairu, com uma grande variedade de sabores, com destaque para as frutas regionais - maravilhoso! Apesar de a Estação das Docas ficar próxima ao mercado, não sugerimos que sejam passeios realizados na sequência um do outro, justamente porque as máquinas e a bolsa que você deixou no hotel podem (e devem) ser utilizadas na estação.



Outro passeio interessante é ao Mangal das Garças, um local também fechado, com muita segurança, onde circulam animais, principalmente aves, de uma beleza deslumbrante. No mangal também há um borboletário e um mirante, mas este não estava aberto durante nossa visitação. O local vale a visita porque é um lugar de paz, muito bem mantido, excelente para andar com calma e fazer belas fotografias. Vale, também, em razão de nele estar localizado o restaurante Manjar das Garças, com preço único e buffet variadíssimo, uma ótima oportunidade para ampliar conhecimentos sobre a culinária regional.


Próximo ao Mangal das Garças, agora em local aberto, está o Portal da Amazônia, espaço de lazer e eventos à margens da Baía do Guamá. Como não havia atrativos no dia da nossa visita, apenas passamos de carro, mas valeu a pena, especialmente por estar tão próximo ao Mangal.

Sugerimos que o roteiro para o Mangal das Garças se inclua uma visita ao Complexo João Liberto, onde funciona um polo joalheiro, com peças produzidas com pedras brasileiras, e um pequeno museu. Nesse local, também há um espaço em que são expostas peças de artesanato local, com muita variedade, com total segurança, o que o torna muito atraente.



Sugerimos que os deslocamentos sejam feitos de táxi para evitar problemas com estacionamento e o desgaste de dirigir, o que impede o motorista de apreciar a arquitetura, muitas vezes descuidada, com os azulejos típicos da cidade original - aspecto que deveria merecer mais atenção dos órgãos públicos. Saindo do hotel, utilize os táxis das cooperativas, mais confortáveis e bem mais novos. Nem sempre é possível fazer essa escolha na volta e, nesses casos, prepare-se para encontrar veículos mais velhos e desgastados.



Apesar de observarmos a diferença de conforto entre os táxis das cooperativas e os comuns, notamos duas peculiaridades que devem ser destacadas. A primeira delas é que em nenhum dos casos que utilizamos táxis, de quaisquer espécies, notamos a tentativa dos motoristas em majorar o preço da tarifa ou aumentar o percurso. Pelo contrário, os valores das corridas eram sempre semelhantes quando se tratavam de destinos iguais. A segunda, e talvez a mais importante, é que, independente do tipo de táxi, os motoristas eram sempre muito atenciosos, muito gentis, interessados em mostrar a cidade.



A simpatia, aliás, parece ser uma característica do povo belenense. Observamos isso nos pontos turísticos, nos táxis, nos restaurantes, nos mercados, em feiras de rua, nas lojas, na UFPA, no hotel. Esse ingrediente, que acreditamos ser importante para qualquer turista, torna a cidade ainda mais atraente.



Fomos em fevereiro e, apesar de quente, o clima não causou desconforto. Os ambientes fechados são muito bem refrigerados e o ar úmido nos pareceu confortável em comparação ao clima seco que vivemos no Sudeste do país.



Resumo: vale a pena incluir Belém do Pará nos planos de passeio. Uma certa organização vai tornar tudo muito mais agradável. De nossa parte, planejamos voltar para conhecer o que não pudemos visitar, se possível, na época do Círio de Nazaré.

167 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Restaurante Clementina: qualidade no cardápio e no atendimento.
Uberlândia Esteve lá a dois em Novembro/2013 e achou Excelente!

O Restaurante Clementina está incorporado ao Hotel Plaza Shopping, muito embora o acesso possa ser feito por uma entrada independente.

Estávamos hospedados no hotel e nossa primeira boa impressão sobre o restaurante aconteceu no check in. Chegamos ao hotel cinco minutos antes do horário previsto para fechamento do restaurante naquela noite de terça-feira. Apesar disso, fomos informados na recepção de que, caso nos dirigíssemos ao restaurante, seríamos atendidos sem problemas. Foi o que aconteceu.



Apesar de solicitarmos atendimento poucos minutos antes do encerramento do serviço, fomos recepcionados com especial atenção e cortesia. O garçom que primeiro veio à nossa mesa, dedicou-se a explicar-nos os pratos, oferecer dicas. Tudo sem nenhuma pressa, com extrema gentileza.



O prato daquela noite, assim como os das noites que se seguiram, foi excelente. Uma grande variedade de carnes e frutos no mar, deliciosos risotos e bebidas variadas. Todos os pedidos foram atendidos prontamente, sem contestações quanto à disponibilidade de ingredientes. Perfeitos!

Na última noite de nossa estadia, interessei-me pela maneira pela qual um prato era preparado e consultei o garçom, que nos deu algumas informações. Poucos minutos depois fomos brindados com a presença simpática e atenciosa do chef, que pessoalmente ofereceu-me alguns segredos sobre a receita.

O ambiente é pequeno, mas extremamente agradável. Mesas e cadeiras confortáveis convidam para um jantar mais intimista, um ótimo ambiente para casais.
Os valores dos pratos são coerentes com sua qualidade, mas não excedem essa característica.
Ficamos impressionados com o lugar e nos sentimos seguros em recomendá-lo.

13 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Belas praias e poucos atrativos culturais - A escolha
Fortaleza Esteve lá a dois em Setembro/2013 e achou Bom

Fortaleza é uma daquelas cidades que foram abençoadas com uma paisagem de admirar!

Uma geografia predominantemente plana e, por isso, é fácil caminhar pelas ruas sem se cansar. Belas praias na região urbana, que facilitam o acesso de turistas e moradores, nem que seja somente para apreciar o mar, já que muitas são impróprias para banho. Na região de Iracema até Meireles, o calçadão é muito largo e, por isso, pessoas que patinam, passeiam de bicicleta ou praticam skate não perturbam as pessoas que simplesmente querem caminhar e correr.

As praias da região mais urbana, onde estão localizados quase todos os hotéis, são impróprias para banho. Mas a orla é uma opção para passear e encontrar bons restaurantes. Se quiser entrar no mar, o jeito é ir para a praia do Futuro, mas é uma região deserta, onde não vale a pena se hospedar. Uma opção é se hospedar na região mais urbana e ir à praia do futuro durante o dia. As megabarracas parecem bares, algumas com cozinha semi-industrial, com banheiros, lojas, espaço para massagens. Os garçons são atenciosos, apesar de às vezes não conseguirem atender a tantos clientes com muita agilidade. Dá para passar um dia inteiro lá, se não perder a paciência com os ambulantes que se alternam em volta dos clientes para vender de camarão a óculos de sol.

Não é difícil encontrar empresas de turismo que levam para as praias mais distantes: Jericoacara, Cumbuco, etc. Não utilizamos esse serviço, mas acredito que para fazê-lo é mais seguro ter uma referência.

Para quem conhecer mais do que praias, a cidade deixa a desejar. São poucos espaços culturais, alguns fechados durante o dia. O Centro Cultural Dragão do Mar está mal cuidado, pichado e está localizado em um local que não inspira segurança. No mercado e as feirinhas o interesse pelos produtos desaparece diante da abordagem desagradável dos vendedores.
Se você gosta de conhecer belas praias, passar o dia curtindo o mar ou bares na orla, vai ter muito a fazer em Fortaleza. Se quiser fazer um passeio mais cultural, procure outro destino.

7 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Mercado Central - Bons produtos, risco de assalto e insistência dos vendedores
Fortaleza Esteve lá a dois em Setembro/2013 e achou Bom

Fortaleza tem um artesanato interessante e algumas opções de locais para compras. Mas é preciso escolher de acordo com a sua disposição para enfrentar a insistência dos vendedores ou o risco de assalto.


O mercado é bastante peculiar, já que basicamente é tomado por artesanato e outros produtos regionais. As toalhas e as peças de vestuário em diversos tipos de renda (filé, de bilro e renascença) são divinas. As peças decorativas e as lembranças com temas do estado são interessantes também. As castanhas têm preço atraente.


O difícil no mercado é suportar a abordagem dos vendedores. Não é possível caminhar em frente às barracas, admirar, analisar os produtos, escolher sem ser insistentemente incomodado por vendedores que querem vender ?no grito?. Se o turista resolver parar em frente a uma barraca, corre o risco de ser arrastado para dentro, já que alguns vendedores querem tocar suas mãos e braços, puxando-os para os seus comércios. Inconveniente. Desagradável. O resultado é que a vontade de admirar os produtos é substituída pela pressa de deixar o lugar. No nosso caso, compramos menos do que gostaríamos em razão da abordagem dos vendedores. Essa mesma impressão nos foi relatada por outros turistas com quem conversamos. A administração do mercado, a associação de comerciantes (deve haver uma) ou mesmo a Prefeitura deveria investir no treinamento dos vendedores para conquistar os turistas sem espantá-los.


Uma alternativa para conhecer e comprar artesanato com calma é a CEART, um espaço menor, com bastante variedade de produtos (rendas, cerâmicas, lembranças, pequenos livros, etc.), alguns diferenciados e de melhor qualidade, mas com menores opções de escolha para cada tipo. O preço, obviamente, é também mais caro. Visitamos o da Av. Santos Dumont, localizado em uma praça agradável do bairro Aldeota, já que a loja da Monsenhor Tabosa estava fechada para reformas.


A feirinha de Meireles é outra opção. Os produtos se assemelham mais aos do mercado e a abordagem dos vendedores também, embora com insistência um pouco menor.
Nas noites de quinta a domingo, uma feirinha menor se instala na praia de Iracema. Pode ser uma boa alternativa para quem está hospedado por ali e não quer se afastar durante a noite.



A Avenida Monsenhor Tabosa, na região do Iracema, tem muitas lojas com opções variadas de roupas, trajes de banho, bijouterias e outros produtos com um apelo menos regional. Pode ser um passeio interessante durante o dia, mas é preciso tomar muito cuidado com os ladrões que ficam rodeando o local. Em hipótese nenhuma desça em direção à praia pelas ruas que cortam a Monsenhor Tabosa no sentido Centro. O risco de assalto é grande, já que essas ruas são mais desertas e os assaltantes possuem rota fácil de fuga por ali. Prefira retornar pelas ruas de maior movimento.


Minha avaliação é baixa não em razão dos produtos e das opções de compras, mas em razão de dois motivos principais: a abordagem insistente dos vendedores do mercado e a insegurança na rua.

226 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Monumento Minas ao Brasil - Na Praça Pedro Sanches
Poços de Caldas Esteve lá com a família em Dezembro/2008 e achou Muito bom

Um pouco de história

O belo monumento Minas ao Brasil fica na Praça Pedro Sanches, onde acontecem animados eventos artísticos. Vale a pena a visita!

2 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

São Marcos - A maravilha dos cristais de Poços de Caldas
Poços de Caldas Esteve lá com a família em Dezembro/2008 e achou Excelente!

Conhecer a fábrica da Cristais São Marcos foi maravilhoso! Depois de visitar a produção, conhecer a história, a tradição e a arte dos vidreiros, fazer compras na loja fica muito mais interessante! É impossível sair sem levar muitas lembranças! Eles estão de parabéns!

89 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil