Adriana Gonçalves de Miranda
mora em Divinópolis, já enviou 1 dica

Minhas Dicas (1)

Morro de São Paulo - Lugar maravilhoso
Morro de São Paulo Esteve lá em Dezembro/2020 e achou Excelente!

Viajei com meu marido para Morro de São Paulo. Desembarquei em Salvador às 11:00hs, como o tempo era curto para pegar o Catamarã às 13:00hs, optamos pelo metrô por ser mais rápido. Pegamos o ônibus ( não precisar pagar) que sai do aeroporto e fomos para a estação de metrô, paguei um valor de $3,80 por pessoa, quando chega na estação norte, troca de metrô para ir até a estação Campo da Pólvora, achei super tranquilo, viemos sentados, o metrô é bem novinho e super sinalizado. Leva em média 50 minutos. Vale muito a pela.


Desembarcamos na Estação Campo da Pólvora e já pegamos um Uber até o atracadouro, paguei $15,00. O tempo foi a conta, chegamos faltando uns 15min para o Catamarã sair, nem deu tempo para almoçar. O valor do catamarã foi quase $100 por pessoa, comprei antecipado pois fiquei com medo de não consegui vaga no dia, mas vi que não foi cheio.

A experiência do Catamarã não foi muito legal, fiquei enjoada, ainda bem q não tinha almoçado. Tem até uns saquinhos nas cadeiras para caso precisem, achei as poltronas muito desconfortáveis para uma viagem de mais de 2hs. Como vai por mar aberto balança muito, é o caminho mais rápido, mas bem desagradável.

Chegando em Morro, não foi cobrada a taxa lá cobram do turista, me parece que está suspensa deste período de pandemia. Fica uns carregadores oferecendo p levar as malas ($30,00 mala grande e $20,00 pequena), como minha pousada era bem na entrada não achei necessário, só é difícil subir o morro, mas depois mais tranquilo. Mas se a pousada fica longe, vale a pena.

É interessante verificar a tábua das marés antes de ir, pois terá um passeio mais proveitoso.
Morro é lindo, como o acesso é difícil as coisas lá são um pouco mais caras.

Segunda praia:
Para curtir o mar é a melhor, principalmente se a maré estiver baixa, areia clarinha e água quentinha. Em relação às cadeiras de praia, o valor cobrado é bem salgado cobram no fim de semana $50,00 (primeira fila), $40,00 (segunda fila), durante a semana $40,00 (primeira fila) e $30,00 ( segunda fila), valor somente para sentar para um casal, achei bem caro, sem falar a cerveja que é em torno de $10,00 a latinha e $20,00 a garrafa, com isso as pessoas costumam levar e acabem bebendo menor por causa do preço alto.

Tirolesa:
Não tem como ir a Morro e não visitar o ponto onde fica a tirolesa, a vista é maravilhosa e de lá vc vê a praia, se a maré estiver baixa a vista fica melhor ainda. 

Quanto a descida na tirolesa não tivemos coragem de fazer, achamos com pouca segurança, o ponto onde está situada a tirolesa está desfazendo e com isso a estrutura está comprometida, há várias rachadura na parte da estrutura de mureta, que é de concreto que fica no alto no Morro, pontos interditados devido ao problema e sem falar na falta de infraestrutura para receber o turista, já que cobram $60,00 pela descida deveriam melhorar o acesso ao local onde há muito mato. Mas apesar de todos os problemas encontrados vale a pena ir até o local para ver a vista lá do alto.

Passeio volta a ilha:
Vale muito a pena ir, pagamos $180,00 por pessoa ( valor tabelado), por empresas credenciadas.
O ideal é ir em um dia que a maré esteja baixa por volta de 10:30.

Saímos 9:30, fomos para as piscinas naturais, lá fica cheio de peixinhos, se jogar ração ou até mesmo biscoitos eles ficam ao redor da gente e é possível tocar várias foto lindas, a água é cristalina e quentinha. De lá fomos para a praia onde fica o Restaurante do Guido, não ficamos lá pois não comemos lagosta e tudo lá é mais caro. Almoçamos ao lado e a comida estava muito boa.

De lá fomos para uma parada para quem gosta de ostra, como também não comemos ficamos lá apenas curtinho o local, a volta cem pelo rio e é mais tranquila, passamos no restaurante Mama África para ver o por do sol, lugar bem legal, porém não achei muito limpo, a cozinha estava cheia de moscas, mas o ambiente do restaurante é legal, a vista é excelente e tinha Dj, muito bom. Logo após o por do sol voltamos para Morro. Passeio que vale a pena fazer, não dá p ir a Morro e não fazer.

Restaurante Casarão
Comemos o Camarão no abacaxi ($100,00p 2 pessoas), simplesmente perfeito, prato muito bem servido, delicioso. Bebida gelada, atendimento perfeito, música agradável. Vale muito a pena ir.

A volta de Morro resolvemos vir no semi terrestre porque a ida não foi muito agradável, pegamos a lancha rápida ($28,00 por pessoa) no atracadouro de Morro sentido Valença, leva em torno de 1h, mas é bem tranquilo não dá p enjoar, chegando em Valença pegamos um táxi ($20,00) até a rodoviária, lá pegamos um ônibus ($30,00 por pessoa), até a cidade de Bom Despacho, leva em torno de 2hs, chegando lá pegamos o ferry boat ($5,10 por pessoa), leva em torno de 1h Para chegar até Salvador, achei bem desconfortável, quente e sujo. Chegando em Salvador pegamos um Uber até a pousada, pois ficamos um dia até o nosso retorno.

Achei que pelo trajeto semi terrestre é muito cansativo.

Resumindo:
Morro é lindo, vale muito a pena conhecer, uns 5 dias já é o suficiente, tem bons restaurantes ( não citei nomes por não me lembrar), dá para aproveitar, descansar e curtir baladas, como estamos em período de pandemia evitamos um pouco esse tipo de evento, mas lá tem para todos os gostos.

Morro é um morro, então tem que ter disposição para subir e descer ladeira, a não ser que queira ficar apenas na região da praia. Quanto a locomoção, mesmo passando muito mal no catamarã achei o melhor percurso para chegar a Morro, pois o semi terrestre demora muito e é cansativo, vale a pena procurar um médico e ter informações sobre medicamentos para enjoo, para assim não passar mal caso vá de Catamarã.




7 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil