Edilan
tem 58 anos, mora em RJ, já enviou 2 dicas, já publicou 7 fotos

Minhas Fotos (7)

Caldas Novas (7)
  • Centro
    Caldas Novas
  • Parque das Fontes e Hot Park
    Caldas Novas
  • Hot Park
    Caldas Novas
  • Parque das Fontes e Hot Park
    Caldas Novas
  • Parque das Fontes e Hot Park
    Caldas Novas
  • Rio Quente Resorts
    Caldas Novas
  • Centro
    Caldas Novas

Minhas Dicas (2)

Caldas Novas (1), Poços de Caldas (1)
Centro - A cidade das piscinas.
Caldas Novas Esteve lá com a família em Julho/2014 e achou Muito bom

Algumas piscinas do Hotel CTC

Oriundos do RJ, chegamos nessa cidade no dia 05/07/2014 e ficamos até 09/07/2014.
De carro, transitamos mais de mil km por excelentes estradas, inclusive as dos interiores de SP, MG e GO, todas indicadas pelo Google Maps, nosso guia nesse passeio.


Sem reservarmos a hospedagem, chegamos a Caldas ao meio dia.
Depois de uma rápida pesquisa junto aos comerciantes do local, fomos orientados a procurar os hotéis do Centro (Rua Machado de Assis, Avenida Orcalino Santos, Rua do Turismo e adjacências), onde estão localizados os principais bares, restaurantes, feiras de artesanatos, shopping, hotéis, clubes, balneários. Na verdade, o point de Caldas está ao redor dessas ruas, as quais indicamos a todos.

Após uma nova pesquisa aos comerciantes dessas ruas, descobrimos o Condomínio Araras (Rua Machado de Assis), onde pagamos a diária de R$ 170,00 (na baixa temporada, a diária é R$ 50,00). Neste condomínio existem apartamentos de vários tamanhos. Optamos por um de dois quartos, medindo perto de 30m², onde dá para acomodar até 10 pessoas com conforto. Os apartamentos dispõem de cozinha, micro-ondas, frigobar, pratos, panelas, chuveiro quente, ar-condicionado, ventiladores, estacionamento interno, wifi, serviços de quarto. 

No mesmo terreno do Araras está o Hotel CTC. Pagando a diária de R$ 20,00 por pessoa, os hospedes do Araras podem usufruir de todo o complexo de bares e piscinas do CTC, o terceiro melhor do Centro de Caldas, só perdendo para o Hotel Di Roma, onde pagamos R$ 40,00 por pessoa para usufruir as piscinas. As tarifas do Di Roma estão no site. 

Para quem procura custo/benefício, o Araras é o melhor lugar para se hospedar em Caldas. No entanto, é preciso saber transacionar com os corretores de plantão na entrada do condomínio, os únicos autorizados a alugarem os apartamentos. Por causa disso, orientamos duas pessoas, separadamente e em momentos distintos, negociarem com o mesmo corretor. Perceberão que as ofertas serão diferentes. Eles utilizam o quantitativo de pessoas e dias de hospedagem como base do preço, que deverá ser pago integralmente, adiantado e em dinheiro.
Não obstante, quem procura algo mais luxuoso no centro de Caldas, indicamos o Hotel Di Roma.

Quanto à alimentação, nas referidas ruas do Centro existem inúmeros estabelecimentos para todos os gostos e bolsos, alguns já indicados e opinados aqui no site Férias Brasil.
Em frente ao Araras há um restaurante ?coma a vontade, com churrasco? ao custo de R$ 8,00.
Como não podia deixar de ser, durante o dia, o lazer está nos balneários.
Até as 1800min, é possível passear em cima dos vários trenzinhos que circulam pela cidade.
Relativamente aos lazeres noturnos, não vimos boates ou casas de show. Há muitos restaurantes destinados aos adultos e um único parque de diversão para as crianças, ao lado de uma feira de artesanatos (Feira do Luar).
Para quem gosta de azarar, agitar, descansar e curtir o romantismo, a cidade é boa. Contudo, o costume é as ruas esvaziarem perto das 23 horas, não significando que fiquem inseguras.
O clima é excelente, com média de 27°C de dia e 17°C na noite.
Não vimos mosquitos ou moscas. 

A operadora de celular Claro é a única a funcionar nessa cidade.
Com um carro nas mãos, é fácil conhecer toda a cidade de Caldas Novas.
Não há nenhum shopping parecido com os das metrópoles.
Para quem gosta de trilhas, o próprio Férias Brasil já apresenta algumas.
Segundo informações, na baixa temporada, os clubes aquáticos não funcionam todos os dias e, em alguns, mesmo abertos, só uma parte das atrações funciona.
Quanto aos pontos turísticos, há o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, local que só aconselhamos a visita por um grupo grande de pessoas, por ser muito ermo. Ademais, para chegarmos às cachoeiras desse parque, necessário percorrer mais de hora por trilhas no meio do cerrado, evidentemente, acompanhados por um guia do lugar, aventura essa não nos ter valido a pena.
Outro programa interessante e aconselhado é a Lagoa Quente de Pirapitinga, localizado no interior do Clube Lagoa Termas Parque, distante uns 20 km do Centro de Caldas. A entrada nos custou R$ 40,00 por pessoa, e possibilitou-nos utilizar as piscinas e visitar o rio com a água mais quente do lugar, em torno de 52°C, o qual deve ser visitado.

Na verdade, existem inúmeros parques aquáticos em Caldas, entre eles, o Náutico, distante uns 15 km do Centro, a beira do Lago Corumbá, cujo ingresso pagamos R$ 60,00 por pessoa para que pudéssemos desfrutar de todas as piscinas e os tobogãs com água. Dizem que o Náutico é o segundo melhor de toda Caldas Novas, só perdendo para o Di Roma. No Náutico é possível navegarmos pelo Lago Corumbá em uma bela escuna, passearmos de jet-ski, divertirmos no banana-boat. Agregado ao Náutico existe um hotel no mesmo padrão do Di Roma. De tal modo, o Náutico deve se visitado e aproveitado.
Quem for a Caldas Novas tem a obrigação de passar, pelo menos, um dia no Hot Park, com ingressos a R$ 114,00 por pessoa. Esse parque é hors-concours, por ser diferente de tudo em Caldas. Chegue o mais cedo que puder. Programe-se antes, e não esqueça que esse balneário está a uns 25 km do Centro de Caldas, no município de Rio Quente. O horário de funcionamento é de 08h00min as 17h00min. O Estacionamento custa R$ 28,00; uma lata de cerveja, R$ 6,50; refrigerante, R$ 5,00. Como visto, os preços são bem salgados. Em geral, as bolsas não são revistadas, facilitando a entrada de algo para beliscar (mas, não leve farofa). O Hot Park é lindo. As águas de todas as piscinas e brinquedos são naturalmente aquecidas, melhor, verdadeiramente termais. Quem pesquisa o Hot Park pelo site, não consegue visualizar a realidade daquele balneário. Se tiver grana e puder pagar a diária de uns R$ 420,00 por casal, hospede-se no Hotel Hot Park. Dois dias são o suficiente. 

Certamente, vai ser muito bom.
Como é possível perceber, tudo em Caldas gira em torno das piscinas. No entanto, nem todos os hotéis, clubes, parques, dispõem de água quente. A maioria dos hotéis sequer tem alguma piscina. Outra parte, só tem água fria. O Náutico, por exemplo, apesar de muito bonito, só tem uma piscina com água artificialmente aquecida. Segundo informações, só o Clube Lagoa Quente, CTC e Di Roma têm a verdadeira água termal, porém, não disponível em todas as piscinas. Conforme já dissemos, apenas o Hot Park tem esse privilégio.
Enfim, somos da opinião que Caldas não é diferente das outras cidades para as pessoas não apaixonados pelas piscinas. Todavia, esses desapaixonados irão gostar muito da estrutura do Hot Park, por tudo que ele apresenta sem estar relacionado à água.

939 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Cidade - Tudo sobre Poços de Caldas
Poços de Caldas Esteve lá com a família em Julho/2014 e achou Muito bom

No dia 02/07/2014, oriundos do RJ, chegamos a Poços de Caldas, onde ficamos dois dias com fins de descansarmos para, depois, seguirmos para Caldas Novas.
Poços de Caldas é excelente aos casais com intenções de desfrutarem o romantismo e aqueles com vontade de deleitar a família.
A cidade é muita limpa. 


Principalmente as mulheres, os nativos são bonitos.
Há hospedagens e culinárias para todos os gostos e bolsos. Encontrar o hotel com o custo/benefício desejado não é difícil, basta pesquisar junto aos comerciantes do centro da cidade. O mesmo procedimento poderá ser adotado com relação aos bares e restaurantes, já que as pessoas daquela cidade são solícitas.
O clima é dez, tanto de dia quanto a noite. Neste mês, o frio abaixo de 10ºC, nos empurra em direção à cama, esvaziando as ruas da cidade perto das vinte e três horas.
Os produtos mais vendidos são sabonetes medicinais, miniaturas em cristais de Murano (semelhante ao vidro), doces, queijos e vinhos.
O trânsito é tranquilo e os pontos turísticos estão bem próximos um dos outros, talvez, em um raio de cinco quilômetros. Facílimos de achar. Por isso, quem tiver nas mãos um carro, um bom GPS e o mapa dos pontos turísticos de Poços, obtido pelo telefone 35-3697-2306, não terá dificuldades de conhecer todos em, no máximo, dois dias. 

Salientamos que a única operadora de celular a funcionar na cidade é a Claro, razoavelmente bem.
Se o viajante estiver com um grupo de mais de três pessoas, o melhor é alugar um carro, já que as empresas de City Tour só mostram uns quatro pontos turísticos, ao preço de R$ 40,00 por pessoa, com vinte minutos de parada em cada ponto, prejudicando aqueles que têm a intenção de desbravar por mais tempo o local visitado.

São inúmeros os pontos turísticos. Entre estes, mencionamos a antiga estação ferroviária, Balneário Dr. Mário Mourão, Biblioteca Municipal Centenário, Biblioteca Municipal Júlio Bonazzi, Cachoeira Véu das Noivas, Café Concerto, Calendário floral, Capela de Santa Cruz, Casa de Passageiros e Hangar, Aeroporto Municipal, Cascata das Antas, Coreto/Praça Pedro Sanches, Country Club, Espaço Cultural da Urca, Fonte Luminosa, Igreja de Santo Antônio (Bom Jesus da Cana Verde), Igreja de São Domingos, Igreja de São Sebastião, Igreja Matriz Nossa Senhora, da Saúde, Igreja Metodista, Igreja São Benedito, Instituto Moreira Salles (Casa de Cultura), Monumento Cristo Redentor, Monumento minas ao Brasil, Museu do Termalismo Dr. Aristides de Mello e Souza, (Thermas), Museu histórico e Geográfico de Poços de Caldas, Palace Casino, Palace Hotel, Parque José Affonso Junqueira, Parque Municipal Antônio Molinari, Parque Florestal da Serra de são Domingos, Parque Temático Walter World, Pedra Balão, Praça dos Imigrantes (tabuleiro de xadrez gigante), Praça Pedro Sanches, Recanto Japonês, Relógio Floral, Represa Bortolan, Represa Saturnino de Brito, Santuário Mãe Rainha, Santuário Nossa Senhora de Fátima, Teleférico, Thermas Antônio Carlos, Fontes dos Amores, Fonte dos Macacos.
O próprio nome já indica o que significa cada ponto turístico. Assim, achamos que fica ao critério de cada um escolher o que deseja visitar.

As antigas igrejas, museus, cachoeiras, bibliotecas, represas, montanhas, teleférico, chafarizes, coretos em Poços de Caldas não são diferentes das espalhadas pelo Brasil. Desta forma, a maioria dos pontos turísticos de Poços não irá causar qualquer perplexidade ao visitante que não esteja à busca de artes.
No entanto, chamamos a atenção para os serviços das Thermas Antônio Carlos, um imponente prédio histórico no Centro, onde os visitantes podem desfrutar de 20 minutos de banho sulfuroso, massagens, limpeza de pele, escalda-pés, drenagem linfática, entre outros serviços, com preços que variam de R$ 20,00 a R$ 100,00.
Ao lado da Thermas há a única fonte da cidade com água quente e sulfurosa, disponível a todos, mas imprópria à ingestão, contudo, própria ao banho, segundo os especialistas. Vale a pena conhecer, eis ser diferente de tudo que há por ai.
De acordo com o que escutamos dos entendidos da cidade, as águas fornecidas na maioria dos chafarizes da cidade não fornecem água 100% pura, somente as das Fontes dos Amores e dos Macacos tem esse privilégios.
Para quem gosta de parapente, no morro do Cristo Redentor há voos duplos ao custo de R$ 160,00 por quinze minutos.

Em suma, possivelmente, só os apaixonados por baladas, paqueras e agitações das grandes cidades irão achar Poços de Caldas uma chatice.

224 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil