Dicas de São Joaquim

Enviadas por quem já esteve lá | Já esteve lá? Envie suas dicas




Estação da Epagre, Vinícola Francioni, Casa do Vinho, Serra do Rio do Rastro - Cada dia tem mais coisas pra fazer além de curtir o frio!
Savana Goulart Serafim Ribeiro
por Savana Goulart Serafim Ribeiro
Esteve lá a dois em 2014 e achou Bom
Estação da Epagre no outono
Estação da Epagre no outono
Enviada por Savana Goulart Serafim Ribeiro
Meus sogros residem em São Joaquim e estamos sempre lá! Há coisas maravilhosas e imperdíveis que não se pode deixar de fazer em SJ: a) descer/subir a Serra do Rio do Rastro, que em cada vez que vou vejo uma paisagem diferente, uma cascata diferente... almoçar no mirante ou nos restaurantes logo a frente, como o Cascata, Tropeiro,Carvalho é uma delícia, mas delícia mesmo; b) curtir as cachoeiras no caminho, Pirata, etc; c) visitar a Vinícola Francioni, uma construção idealizada por um homem apaixonado por vinhos e construída toda de acordo com a fabricação da bebida, o descanso do líquido, etc; d) conhecer a Estação da Epagri, que em determinadas épocas do ano é lindíssima, no outono a queda das folhas (abril, maio), no inverno a neve (julho, agosto) e na primavera a florada da cerejeira (setembro); e) o Snow Valey, restaurante e pousada que conta com trilha, tirolesa, arborismo... e é bem legal. A cidade é pequena, em nada se parece com Gramado, sofre com falta de estrutura, mas é aconchegante e possui uma beleza ímpar em seus pontos turísticos que rendem fotos maravilhosas, além de quilinhos extras em virtude da gastronomia que é a melhor do mundo! Não deixe de saborear o pinhão e as comidas que levam pinhão (entreveiro e paçoca), além da rosca de qualhada e a bejajica joaquinense.

No centro da cidade, a comilança fica por conta do Yaquissoba do Japonês (comunidade japonesa é grande), foundie no Pequeno Bosque, churrasco no Vento Minuano e café no Divino Grão, além de comida postuguesa no restaurante recém inaugurado lá. Passeios nas cidades de Lages (cidade maior, mais agito, balada) e Urubici (mais descanço ainda, com a Serra do Corvo Branco e seu paredão de 90 m de altitude, a Cascata do Avencal e o Morro da Igreja) também valem muito a pena! Há pousadas fofas em todos! E fica perto também dos cânions em Cambará do Sul! Showww! Não percam! Venham curtir a neve!
46 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil