Dicas de Cambará do Sul

Enviadas por quem já esteve lá | Já esteve lá? Envie suas dicas


Todas as categorias


Cambara Do Sul em 2 dias
Lorena Bortoloti
por Lorena Bortoloti
Esteve lá em 2018 e achou Excelente!
Cambará do Sul é uma cidade pequena totalmente voltada para o turismo nos cânions e cachoeiras. Não há palavras para descrever a beleza destas maravilhas esculpidas pela ação do tempo. Há alguns anos meu sonho era conhecer os famosos Cânions do Sul do Brasil, finalmente o sonho foi realizado.

Em julho, apesar das férias escolares a cidade e os pontos turísticos não estavam muito cheios como Gramado e Canela. O frio nesta época do ano é bem intenso, bom levar roupas confortáveis para andar, porém que agasalhem bastante. Importante levar pelo menos 2 pares de tênis pois vai molhar em quase todas as trilhas e no inverno não seca rápido, então deixe um apenas para fazer as trilhas.

Saímos de São Francisco de Paula rumo a Cambará do Sul no dia 26/07/18 as 15:00 h, foram 71,7 km em aproximadamente 1:30 h.

Ao chegarmos em Cambará fomos direto para a pousada após ternos aproveitado bem o dia em Gramado e São Francisco de Paula, nos instalamos na pousada e saímos para jantar, por ser quinta feira andamos bastante de carro e encontramos apenas um restaurante aberto.

Depois de Cambará do Sul nosso destino foi São José dos Ausentes em 1 dia, então reservamos 3 diárias em Cambará. No dia 29/07/18 saímos da Pousada por volta das 09:00 h com todas as malas no carro rumo a um dia de muitas aventuras.

É uma boa opção para os que curtem caminhada e a natureza, atraí os turistas desde casais de namorados aproveitando cenário romântico dos cânions com as baixas temperaturas do inverno até as crianças encantadas com a perfeição da natureza.

Lugar perfeito para fazer as trilhas e depois sentar a beira do precipício para descansar e ficar o máximo de tempo possível sentindo o vento batendo no rosto e admirando a imensidão a nossa frente.

Aconselho ir aos cânions com roupas apropriadas para caminhar. O ideal é calça legue ou moletom, tênis leve de secagem rápida e que não escorregue, camiseta e blusa de moletom, ainda que o dia esteja quente, pois devido à altitude venta bastante e o tempo muda bruscamente então a coloque na mochila, pois pode ser necessária, eu pessoalmente senti muito frio.

Importante levar água e caso pretenda passar um pouco mais de tempo lanche, pois não há lanchonete ou restaurante perto dos cânions. Há banheiro apenas na entrada. Não esquecer a máquina fotográfica, para registrar cada detalhe.

Não precisamos contratar guia em nenhum dos passeios que fizemos. Fomos de carro 1.0, fizemos as trilhas todas auto guiadas e bem sinalizadas com uma criança tranquilamente. É preciso ter muito cuidado com as crianças na beira dos cânions, muito cuidado mesmo.

Na cidade há algumas agências de turismo com guias e carros 4×4 caso achem necessário. Uma das agencias que encontramos num dos cânions nos ofereceu o passeio para cachoeira Passo do S, esta só pode ser visitada com carro 4×4, preferimos seguir nosso próprio roteiro.

As estradas para os cânions e cachoeiras têm vários quilômetros em estradas de terra em boas condições. A pior que encontramos foi parte da estrada para o cânion fortaleza. Fomos numa época de chuva e não tivemos problema para chegar aos pontos turísticos escolhidos.

Importante saber que os cânions são imprevisíveis então é bom ter um dia sobrando na programação. A neblina aparece e toma conta da paisagem numa rapidez impressionante. Tivemos muita sorte, pois conseguimos ver os dois cânions, porém no Fortaleza tivemos que retornar  no dia seguinte para vê-lo melhor, o que nos obrigou a retirar do roteiro as trilhas da Cachoeira do Tigre e da Pedra do Segredo.

Dividi os pontos turísticos da seguinte  forma, um cânion e uma cachoeira por dia, as várias pesquisas que fiz indicam que a visita aos cânions deve ser feita no período da manhã, pois a neblina ainda está baixa, lá descobri que não existe regra para isso, num dia fomos de manhã ao Cânion Fortaleza e ele estava todo coberto pela neblina, ficamos lá umas 2 h e só fechou ainda mais, no dia seguinte fomos próximo ao horário do almoço e ele estava totalmente visível.

Dicas e informações sobre os pontos turísticos estão no meu blog: https://euamoviajar.politics.blog/2019/01/17/cambara-do-sul-em-3-dias/
11 pessoas acharam esta dica ÚTIL ou MUITO ÚTIL.
Qual a sua opinião? Pouco útil Útil Muito útil

Descubra mais atrações e informações de Cambará do Sul