Destinos do Brasil

Descubra mais de 550 destinos pelo Brasil

15 de Janeiro de 2019

Voando com os pequenos

Dicas da Associação de Comissários de Voo ajudam a ter uma viagem mais tranquila

Diversão garantida com a turma de Madagascar! Diversão garantida com a turma de Madagascar! (foto: Divulgação Beto Carrero World)
Viajar de avião com crianças não costuma ser tarefa fácil. Afinal, os pequenos são imprevisíveis, ainda mais quando confinados a espaços restritos. E ainda tem a preocupação em não incomodar os outros passageiros. 

Embora não haja um manual que ensine a lidar com a criançada a dez mil metros de altura, especialistas em comportamento infantil e a Associação de Comissários de Voo oferecem dicas de como evitar ou, pelo menos, conter a bagunça ou a choradeira.

Antes da viagem
Para crianças de dois anos ou mais, a dica é conversar, antecipando a experiência relacionada à viagem de avião. Assim, elas podem, ao menos, saber o que esperar. 

É importante informar que ela vai ficar sentada no mesmo lugar por um bom tempo, que vai ouvir ruídos estranhos, sentir instabilidade, usar cinto de segurança e ficar perto de estranhos. A narrativa ajuda a reduzir a ansiedade.

Para completar, leve papel, lápis de cor, um brinquedinho e guloseimas. Não esqueça da chupeta ou itens que a criança usa para dormir, como uma fralda, um travesseirinho, um cobertor... 

Definindo regras
No caso de crianças maiores, é importante definir regras e limites em terra, antes do embarque. Use a segurança como justificativa no caso do uso do cinto de segurança, de querer correr no corredor ou chutar as costas da poltrona à frente.

Mantenha as crianças ocupadas 
Como as crianças se entediam facilmente, a dica é se armar de livros, revista de colorir, bonecas... E não esqueça dos lanchinhos, que também ajudam a distrair.

Em relação aos eletrônicos, um alerta - o uso contínuo do Ipad pode ser um tiro pela culatra. É preciso estipular pausas para comer, brincar com outra coisa, ir ao banheiro. 

Caso contrário, quando for preciso obrigatoriamente desligar os aparelhos, a criança vai fazer birra, chorar e acabar com a tranquilidade de pais e vizinhos de poltrona. 

Peça ajuda aos comissários
Caso algum passageiro reclame diretamente com você, peça desculpas e chame aos comissários. Eles são treinados para resolver conflitos e podem mudar a família de lugar, oferecer uma bebida para o passageiro frustrado e até mesmo tentar acalmar a criança com algum entretenimento de bordo ou lembrancinha da companhia.

Gracie Croce

Jornalista, adora viajar e descobrir novos lugares. O que não impede de voltar àqueles por onde andou...