Distrito de Macaé, o vilarejo de Sana parece que parou no tempo, mais precisamente nos anos 70. Rústica, tranquila e com charmosas pousadinhas, a vila é contornada por cachoeiras. São tantas que nem os moradores sabem o número certo. A maioria se concentra numa trilha que leva ao cartão-postal da área, o Pico do Peito do Pombo, a 1.200 metros de altitude.

Tranquilidade: Riachos cortam pousadas e convidam a banhos de água fria -
Tranquilidade: Riachos cortam pousadas e convidam a banhos de água fria - Foto: Gustavo Gabriel Mendes

Trilha conduz ao Pico do Peito do Pombo, a 1.200 metros de altitude

Uma das mais bonitas é a da Roncadeira, com mais de 80 metros de queda e difícil acesso. Já a mais famosa é a do Escorrega, com toboágua e piscinas naturais, além de muitas pedras para lagartear ao sol. 

Os aventureiros também batem ponto em Sana. A maioria chega para praticar rafting no rio Macaé, que corre sempre acompanhado por montanhas e mata ciliar. Há dois roteiros distintos - o Alto Macaé, recomendado para quem já tem alguma experiência; e o Rafting Macaé, indicado para iniciantes.

Outra atividade concorrida é o trekking até a pedra Peito do Pombo. O caminho em direção ao mirante natural passa pelas cachoeiras do Pai, da Mãe, Sete Quedas e do Escorrega. O percurso total - ida e volta - soma sete horas e exige um certo preparo físico. 

De volta à vila, recarregue as energias nos arretados forrós que agitam os finais de semana.

Mais informações sobre Sana

DDD 22

Informações turísticas
Tel: 2278-1571

Distâncias
Rio de Janeiro - 160 km
Casimiro de Abreu - 31 km
Nova Friburgo - 66 km