A cidade cresceu, mas a tradição de repicar os sinos das igrejas - seja para anunciar o começo da missa ou a hora da Ave Maria - é mantida em São João del Rei. Apesar da expansão, as histórias e as lembranças do Brasil Colônia continuam vivas no Centro Histórico. Por ali estão belos sobrados e casarões, como o Solar dos Neves, que ainda hoje pertence à família do ex-presidente Tancredo Neves; e a igreja de Nossa Senhora do Pilar, com talhas de ouro em profusão.

Centro Histórico: Cartão-postal reúne Ponte da Cadeia e prédios coloniais  -
Centro Histórico: Cartão-postal reúne Ponte da Cadeia e prédios coloniais - Foto: Sérgio Mourão - Setur MG

Sobrados e casarões, como o Solar dos Neves, contornam o Centro Histórico

O casario antigo abriga ainda restaurantes e lojas que oferecem cobiçadas peças produzidas com outro metal nobre da região - o estanho, que dá forma a jóias e objetos de decoração. A grande pepita de São João del Rei, porém, não está encravada no Centro Histórico. 

A igreja de São Francisco de Assis fica no meio de uma praça ornamentada com palmeiras imperiais. Os altares dourados são escassos, mas foram primorosamente recompensados pela portada em pedra-sabão, pelo lustre em cristal Bacarat e pela missa das manhãs de domingo, acompanhadas por música barroca.

Para viajar ainda mais no tempo, pegue a Maria-Fumaça e siga para a charmosa Tiradentes. O percurso dura cerca de meia hora, descortinando as belezas da serra de São José. 

Uma vez na cidadezinha, circule a pé ou de charrete em meio às lojinhas de artesanato, chafarizes, ateliês e restaurante estrelados.

Descobrindo São João Del Rei Guia completo por Editoria Férias Brasil

Em destaque > O que ver e fazer

E mais

Planeje sua ida